É fato que o ser humano gosta muito de histórias, elas permeiam a nossa vida e estão presentes no cotidiano.

Quando conhecemos alguém interessante queremos saber a sua história, de onde veio, o que gosta.

Queremos saber nossa própria história quando perguntamos aos nossos pais como nascemos, ou eles nos contam das nossas atrapalhadas quando crianças.

Pois assim como disse diria Mário Quintana:

“Uma vida não basta ser vivida: também precisa ser sonhada”

E é isso que as histórias fazem conosco elas despertam emoções em nós, instigam a nossa imaginação e consequentemente nos estimulam a tomar uma ação.

Essa mesma lógica pode ser aplicada no mundo dos negócios, porque ao contar uma história você cria uma relação com o seu público que pode render bons frutos.

Por isso segue um texto explicando como o storytelling pode beneficiar o seu negócio.

Mas o que é storytelling?

Storytelling é o nome em inglês para “contar uma história”. O termo no Brasil é designado para “histórias” que tem um intuito “comercial”.

A prática do storytelling é muito usada dentro da publicidade e propaganda e tem ganhado força no Marketing de Conteúdo.

Por que o storytelling funciona?

Quando o storytelling é bem feito você consegue atingir o seu público de forma mais efetiva, e para explicar isso vou mostrar 3 motivos.

1 – Entretenimento

A maioria das pessoas está cansada das propagandas tradicionais, que pedem pela venda de forma direta.

Por isso o “vender sem vender” tem ganhado espaço, principalmente com a internet, onde a competitividade é muito maior.

Assim com uma narrativa bem construída você diverte o seu cliente e de forma objetiva, porém sutil o estimula a comprar do seu produto.

2 – Identificação

Quando uma pessoa se identifica com a sua marca ou o seu produto as chances de compra aumentam significativamente.

E as histórias fazem isso, pois muitas vezes nos vimos na pele dos personagens, entendemos os seus medos e angústias e ficamos felizes com as suas conquistas.

Esse reconhecimento faz com que os clientes se sintam parte da sua empresa e podem até vir a serem promotores da sua marca.

3 - Persuasão

Ao contrário do senso comum, a compra de qualquer produto ou serviço é muito mais emocional do que racional.

E como o storytelling estimula os sentimentos dos seu público eles ficam mais propensos a comprar os seus produtos e ou serviços.

Para exemplificar o impacto do storytelling, segue como exemplo a minissérie da Netflix: O Gambito da Rainha.

A minissérie conta a história de Beth Harmon, uma jovem e talentosa enxadrista que ganha fama derrotando grandes mestres mundiais do xadrez.

A minissérie provocou o chamado “Efeito Netflix” no qual o xadrez, que não é um esporte tão popular, ganhou bastante destaque.

Além dos ótimos resultados para Netflix, pois em menos de 30 dias após a estreia da minissérie, ela foi assistida em mais de 62 milhões de lares em todo o mundo.

O Gambito da Rainha, também repercutiu no universo do xadrez, de acordo com a revista Exame no site de e-commerce eBay houve um aumento de 273% de buscas por tabuleiro de xadrez.

Também o app do site www.chess.com chegou a ser o terceiro jogo mais baixado na categoria de “estratégia” em iPhones nos Estados Unidos e o primeiro no Brasil na categoria “xadrez online”.

Isso tudo prova o impacto que boas histórias causam nas pessoas.

Porém, é fato que a maioria dos negócios não conseguem fazer altos investimentos como a produção de uma série.

No entanto, práticas simples de storytelling nas publicações do seu blog, por exemplo, podem gerar um impacto positivo no seu negócio.

Como fazer storytelling?

Para que o storytelling traga resultados, alguns pontos devem ser levantados antes da criação da história.

Ter um público-alvo bem definido


Este é o primeiro passo na construção de qualquer empresa.

Por isso levantar assuntos como:

  • Dados demográficos
  • Objetivos pessoais e profissionais
  • Quais são suas dificuldades
  • Seus hábitos de consumo
  • O que faz nos momentos de lazer
  • O que levou o cliente a procurar a sua empresa

São fundamentais para a definição do seu público e o desenvolvimento das suas táticas de storytelling.

Objetivo Mensurável

Ao criar um post de blog com uma estratégia de storytelling é fundamental que ela tenha um objetivo claro e que possa ser mensurado.

Para isso você pode usar a metodologia  SMART que mostro melhor no texto Como o Marketing Digital funciona.

Por exemplo, você tem um negócio de marmitas saudáveis e escreve um texto para o seu site contando a sua história e o porquê decidiu montar esta empresa, você deve ter em mente qual o propósito dessa história.

Uma ideia de objetivo nesse caso seria: aumentar o número de visitantes no site em 10% em 3 meses.

É importante destacar que esses objetivos devem ser realistas e possíveis de serem alcançados.

Chamada para Ação

Lembre-se que o principal objetivo do storytelling é levar o seu público para alguma ação.

Seguindo o exemplo anterior a ação é que os clientes acessem o seu site.

Para que isso aconteça você deve guiar os seus leitores através da história que mostre os benefícios de realizar aquela ação.

Mas como criar uma boa história?

Existem estruturas já consolidadas para criar um storytelling, sendo que este artigo do Infonauta mostra 7 delas.

Não pretendo entrar em detalhes dos tipos de histórias, mas sim pontos importantes que as permeiam no geral.

1 - Construção de uma narrativa

É fundamental que o storytelling tenha um começo, meio e fim.

Histórias muito complexas ou que fogem dessa lógica podem confundir o seu público e ele não entender qual ação deve tomar.

2 - Converse com a sua audiência

Ao escrever a sua história procure montar uma narrativa “de um para um”, ou seja, fale diretamente com o seu público como se estivesse conversando com um amigo.

3 - Aposte nos detalhes

Quantas vezes em uma conversa ouvimos “quero saber os detalhes”.

Por isso, ao desenvolver o storytelling acrescente alguns detalhes, eles só irão enriquecer ainda mais a sua narrativa.

Porém tenha cuidado para não acabar prolongando demais a história e deixando ela muito cansativa.

4 - Apresente um conflito e o solucione 

Uma história só “vai para frente” quando os personagens querem alguma coisa, mas precisam passar por obstáculos para conseguir.

E a sua chamada para ação deve ser a solução para este conflito.

Por exemplo:

  • O desejo do personagem: perder peso.
  • O conflito: não tem tempo para cozinhar refeições saudáveis nutritivas e acaba se alimentando com comidas industrializadas.
  • Solução: comprar marmitas saudáveis.

Seguindo essas táticas você com certeza irá construir um storytelling de sucesso para o seu negócio.

E se precisar de ajuda para criar essas histórias entre em contato comigo que estou disposta a te ajudar!