Crescer no meio digital não é fácil, a competição é alta e muitas vezes demora para conseguir o seu lugar ao sol.

Principalmente neste novo cenário, impulsionado pela pandemia da Covid-19, onde o número de lojas virtuais aumentou 40%.

Por isso saber levar os potenciais clientes a conhecerem o seu site é fundamental.

E o tráfego orgânico pode ser seu aliado nesta tarefa!

Continue a leitura e saiba o que é tráfego orgânico, de que maneira ele se relaciona com o SEO e como gerar tráfego orgânico de forma simples.

O que é Tráfego Orgânico?

Tráfego orgânico são os visitantes que chegam ao seu site sem que você precise pagar diretamente por isso.

Exemplificando, são as pessoas que acessam o seu site através de uma pesquisa no Google ou Yahoo.

Também o tráfego orgânico pode acontecer porque um dos seus clientes compartilhou uma publicação do seu site nas suas redes sociais, uma espécie de “boca a boca digital”.

Por que é importante gerar tráfego orgânico?

Seguem os 3 principais motivos para investir em tráfego orgânico.

 Resultados por muito tempo

Como dito acima, o tráfego orgânico é gerado sem pagamento direto, ou seja, os visitantes chegam “por conta própria” ao seu site.

A forma mais comum é através do marketing de conteúdo, produzindo materiais relevantes para o seu público, por meio de artigos de blog, review de produtos, notícias...

Esses conteúdos podem ficar no seu site de forma permanente, gerando acessos por muitos meses.

 Relacionamento com o cliente e potenciais clientes

Ao atrair o seu público de forma espontânea as chances de fidelização são maiores.

Isso porque produzindo conteúdos interessantes para o seu público e otimizados para SEO você ganha relevância e autoridade perante o mercado.

Pois o Google mostra quando os anúncios são pagos o que pode diminuir a confiança dos usuários nas informações do site.

Porém se você disponibiliza conteúdos “gratuitamente” você ganha credibilidade com o seu público.

E se esses materiais são compartilhados ou citados por outras fontes você se torna uma referência no ramo.

   Menor custo

Construir a sua reputação online é algo que demanda paciência e dedicação, os resultados podem demorar a chegar.

Porém os custos normalmente são menores do que um anúncio pago, por exemplo.

Sem falar que o anúncio funciona só por um determinado tempo e se você quiser que ele continue gerando resultados tem que continuar pagando, enquanto o tráfego orgânico é contínuo.

Por isso as margens de lucro costumam ser melhores comparadas ao tráfego pago.

O que o SEO tem a ver com o Tráfego Orgânico?

SEO (otimização para mecanismos de busca) é um assunto recorrente aqui no blog.

Isso porque a aplicação de técnicas de SEO são fundamentais para que o seu conteúdo online fique em evidência.

Afinal, o principal objetivo de ter um site é que os clientes atuais e futuros clientes o acessem, não é mesmo?

Por isso, facilitar que eles cheguem é fundamental.

E é isso que o SEO faz!

Mas o que é SEO?

SEO é uma sigla em inglês para Search Engine Optimization, cuja tradução literal seria “otimização para motores de busca”.

Os motores de busca possuem algoritmos, esses algoritmos podem ser programados para definir o rankeamento, que é a ordem em que os sites aparecem a partir de uma pesquisa.

O rankeamento é influenciado tanto pelas técnicas adotadas pelos sites quanto pelas características dos usuários.

Portanto, o que aparece para você, não necessariamente aparece para o seu cliente por exemplo.

As características dos usuários não podem ser controladas, mas com as suas publicações otimizadas, as chances do seu site aparecer nas primeiras páginas do Google aumentam significativamente.

Por isso é importante para qualquer empreendedor conhecer sobre SEO.

9 maneiras de para gerar tráfego orgânico através do SEO

Baseados nos critérios conhecidos do Google para definir o rankeamento das páginas no seu site, separei 9 estratégias simples de como gerar tráfego orgânico para o seu site.

1.    Conteúdos de Qualidade

Investir em conteúdo original e confiável, que atenda aos interesses do seu público, escritos em uma linguagem de fácil compreensão, sem erros graves de português é o pontapé inicial para aumentar o seu tráfego orgânico.

Isso porque os algoritmos do Google além de serem bastante sofisticados sofrem atualizações constantemente para trazer o melhor material para os usuários.

Então mesmo que você aplique estratégias de SEO perfeitamente, se o seu site não tem bons conteúdos é pouco provável que ele permaneça na primeira página do Google por muito tempo.

2.    Escaneabilidade

Ao escrever um artigo para blog ou um tutorial é importante lembrar que as pessoas que acessam sua página da web podem ter várias abas abertas.

Ou seja, pode ser que o visitante também esteja ouvindo música ou conversando com um amigo no Facebook.

Por isso é importante que o conteúdo seja escrito de forma que ele possa entender o assunto do post e encontrar de forma rápida o que precisa.

Para isso alguns elementos devem ser inseridos nos textos:

  •  Parágrafos curtos (preferencialmente 3 linhas)
  • Subtítulos e listas
  • Negrito e itálico
  • Imagens
  • Vídeos

3.    Palavra-Chaves (keyword)

As palavras chave são peças fundamentais no tráfego orgânico, afinal é o que o usuário digita no Google que leva ele até o seu site.

No entanto, como escolher a melhor palavra-chave?

Primeiro você deve buscar quais são os temas que mais interessam ao seu público.

Para isso o próprio Google disponibiliza a ferramenta Google Trends.

No Google Trends você digita um assunto, referente ao seu mercado, por exemplo se você tem um pet shop “ração para cachorro”.

A ferramenta irá apresentar um gráfico com as variações de interesses ao longo do tempo, também apresenta o interesse por região demográfica (norte; sul; sudeste; nordeste e centro-oeste).

Logo abaixo mostra os assuntos e as pesquisas relacionadas a este tema, junto com a porcentagem de pesquisas em ascensão.

Seguindo este exemplo, nas consultas relacionadas aparece um aumento de mais de 130% para “ração para cachorro idoso” esta pode ser a palavra chave do seu próximo conteúdo.

O ideal é que você “afunile” o máximo a sua palavra-chave, direcionando a pesquisa e facilitando o cliente chegar até você.

4.    Título da página

Também chamado de title tag é sem dúvida um dos elementos mais importantes do SEO.

O título da página é a frase que aparece nos resultados dos mecanismos de busca, acima do link, ele não necessariamente é o título da publicação.

Para que ele funcione o ideal é:

  •  Incluir palavras chave relacionadas ao conteúdo do site
  •  Utilizar no máximo 65 caracteres
  •  Conter o nome da página

5.    URL

“Pesquise no Google ou digite um URL”

Essa é a mensagem que aparece na caixa de digitação do Google, o que demonstra a importância da URL.

A URL (Uniform Resource Locator ou Localizador Uniforme de Recursos) é o endereço de web, ou seja, o que você digita na barra de endereços do navegador.

Para facilitar o Google compreenda o conteúdo do site e o rankeamento o ideal é que ela seja composta por:

 “http://site.com.br/palavra-chave”.

Isso torna a URL mais confiável e amigável, além de facilitar o compartilhamento do link.

O ideal é que você busque uma plataforma para o seu site que já monte a URL desta maneira, como o Wordpress.

6.    Links internos e externos

No caso de um blog links internos facilitam os mecanismos de busca reconhecer novas páginas e são uma ótima maneira de manter o visitante no seu site por mais tempo.

Já os links externos para sites oficiais ou com boa reputação online, facilitam o aumento da autoridade e demonstram ao seu cliente que você tem um compromisso com a veracidade das informações.

Porém os links tanto internos quanto externos devem ser utilizados com cuidado, pois muitos links ou links fora de contexto geram penalidades nos mecanismos de busca.

7.    Featured Snippet (posição 0)

Esta é uma ferramenta relativamente nova do Google, o Featured Snippet é o resumo que aparece em algumas pesquisas, sem que você precise entrar no site para obter a informação, por isso é conhecido como posição 0.

Funciona assim: se você digita “como gerar tráfego orgânico”, aparece uma lista resumida com dicas.

Como é um recurso novo do Google ainda não se sabe ao certo como é feita a escolha do texto para a posição 0.

No entanto, algo que pode ajudar é fazer um conteúdo que responda perguntas diretamente, com dicas ou passo a passo.

8.    Presença da marca

Os algoritmos do Google também avaliam a reputação da marca online, se por exemplo a empresa possui muitos comentários e avaliações negativas as chances de rankear são menores.

Também ter muitos seguidores nas redes sociais com engajamento demonstram a confiabilidade da empresa, um fator significativo para um bom posicionamento.

9.    Link Building

Segundo a Resultados Digitais link building é um conjunto de táticas que visam adquirir links qualificados e relevantes de outros sites.

A estratégia mais comum é o guest post que nada mais é do fazer artigos para outros sites como convidado, relacionando com conteúdo do seu site.

O link Building é considerado por muitos uma estratégia arriscada pois se feito de forma inadequada gera muitas penalidades do Google.

Por isso você deve ter muito cuidado ao aplicá-lo.

Agora que você sabe como gerar tráfego orgânico, coloque em prática as dicas acima e aumente o seu número de clientes!

E caso precise da minha ajuda, entre em contato abaixo.